Júnior Tapajós (PR)

Sessão ordinária de 11 de outubro de 2017.

 

Na tarde desta quarta-feira, o vereador Júnior Tapajós fez uso da tribuna para levar a câmara a insatisfação de dezenas de famílias que não conseguiram acessar o programa do governo federal “Minha Casa, Minha Vida”.

De acordo com algumas denúncias feitas ao parlamentar, no Residencial Salvação existem muitos casos de pessoas que não se encaixam no perfil do programa e foram contempladas com casas  que são vendidas para terceiros ou até mesmo alugadas.

Tapajós sugeriu aos demais colegas vereadores que seja feita uma parceria entre os poderes Legislativo e Executivo, para que uma fiscalização rigorosa possa levantar quantas casas foram alugadas ou vendidas.

“Eu transmito aqui, como representante do povo que sou, a denúncia daqueles que precisam de uma casa, se encaixam no perfil, mas tem medo de denunciar”.

O vereador reforçou ainda que essa fiscalização precise ser feita com certa agilidade, para que o mesmo não ocorro no Residencial Moaçara.

Por Márcia Reis – Assessora de Imprensa do vereador Júnior Tapajós