“O poder legislativo santareno tem o papel de fortalecer a cidadania, a democracia nas suas boas relações institucionais e a maçonaria integra esse universo, é uma das instituições que promove a integração social em Santarém e no Brasil”.

 A Câmara de Santarém, nesta terça-feira, 18/08, realizou sessão especial, em horário regimental, para homenagear o dia do Maçom, que transcorre no próximo 20 de agosto. A proposição é de autoria do vereador Dayan Serique (PPS), aprovada por unanimidade por todos os vereadores.

 O autor do requerimento 

Para o autor do requerimento que propôs a realização da sessão especial, para homenagear o dia do maçom, vereador Dayan Serique (maçom), foi uma grande honra. Em seu entendimento é bom que fique na história do Poder Legislativo essa homenagem pelos bons serviços que os maçons têm prestado ao município de Santarém.

Disse o vereador que o principio da maçonaria é a discrição e tem como base: “que a mão direita não saiba o que a mão esquerda faz”. Enfatiza que o trabalho maçônico se fundamenta na filantropia, trazendo grandeza e honra aos que buscam ser bons cidadãos.

Dayan Serique informa que atualmente são três lojas maçônicas em Santarém, com cerca de 140 maçons atuantes.

Câmara de portas abertas

O presidente do Poder Legislativo, Reginaldo Campos (PSB), disse que a Câmara tem a honra de abrir suas portas para homenagear os maçons de Santarém, que tem três lojas no município, desenvolvendo ações e boas ideias em todas as áreas; social e filantrópica. De acordo com o presidente, são pessoas que reúnem periodicamente para desenvolver boas ideias em favor da sociedade.

Para Campos, é interessante registrar que a maçonaria promove também a integração, harmonia, o diálogo entre as instituições e os cidadãos. “E o poder legislativo santareno tem o papel de fortalecer a cidadania, a democracia nas suas boas relações institucionais e a maçonaria integra esse universo, é uma das instituições que promove a integração social em Santarém e no Brasil”, enaltece.

Combate a corrupção

O venerável mestre da Loja Maçônica Firmeza e Harmonia santarena, número 17, Nerivaldo César Mota destacou os fundamentos filosóficos da maçonaria. Segundo ele, trata-se de uma ordem secular no mundo, que atualmente reúne mais de seis milhões de adeptos, que lutam pela igualdade, liberdade e democracia dos povos nos cinco continentes.

Para Nerivaldo César, a Maçonaria tem uma história longa e discreta, com participação decisiva em vários momentos importantes do mundo moderno, nos grandes acontecimentos liderados por personagens que integram a ordem da maçonaria.

De acordo com Nerivaldo, em Santarém essa história se repete, porque a maçonaria está presente há  60 anos e ao longo dessa trajetória a ordem tem dado uma contribuição importante à sociedade local. De acordo com Nerivaldo, hoje a maçonaria está preocupada em trabalhar a formação da juventude santarena e citou como exemplo a Ordem Demolê, formada por jovens de 13 a 20 anos e a Assembleia de Meninas do Arco-Íris, instituição para-maçônica, que também é uma iniciativa da ordem.

Nerivaldo César também destacou que uma das bandeiras da maçonaria em Santarém é o combate a corrupção. “Diante da crise que o país enfrenta, com claras necessidades de mudança, devido as informações repassadas pelos meios de comunicação a partir dos processos judiciais que o povo brasileiro vivencia, a maçonaria atua de forma discreta, mas sempre fazendo o bem em prol da coletividade”, afirmou.

Nerivaldo ainda destacou que há um grupo representativo de parlamentares no Congresso Nacional que são maçons, embora não se identifiquem, mas que estão trabalhando diuturnamente para aprovação da lei do Colarinho Branco, de combate a corrupção, em defesa da transparência.  “A corrupção mata mais do que se imagina, quando rouba os recursos da saúde, da segurança pública, da educação e de outros serviços essenciais dos quais dependem a vida das pessoas”, lamentou.

Inclusão digital

O venerável mestre da Loja Maçônica Esperança do Tapajós, número 2718, Carlos Menezes, informou que uma das ações que dialoga com os princípios da maçonaria de Liberdade, Igualdade e Fraternidade é um projeto de inclusão digital que está iniciando, no bairro do Maracanã, para atender a comunidade carente. Segundo ele, o projeto vai iniciar com 14 computadores, no período da Manhã. No entanto, a proposta é de firmar parcerias com o Centro Luterano de Ensino Superior de Santarém (CEULS/ULBRA) e com a Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), para ampliar a oferta de vagas e atender o maior número possível de crianças e de adolescentes do bairro. “Ações da Maçonaria que sempre deve ser de forma discreta, visa contribuir com o crescimento do ser humano, dando a todos oportunidade em busca da igualdade”, observou.

Carlos Menezes também destacou as homenagens, no ato de seu pronunciamento, aos maçons Agostinho Coleta Couto pela sua dedicação e bons serviços prestados à ordem e a José Gomes Pessoa pela sua atuação e participação na difusão dos princípios da maçonaria em Santarém.

Prioridade à juventude

O venerável mestre da Loja Maçônica Acácia do Amazonas, número 2576, Celso Augusto Crespo Rattes também destacou as ações de filantropia desenvolvidas em parceria com diversas classes e categorias, com marcante presença em creches, asilos e nos hospitais da cidade. Além disso, a loja que está sob a responsabilidade dele desenvolve dois projetos voltados aos jovens dos sexos masculino e feminino, mas todas as ações da ordem são voltadas à população santarena de modo geral.

Celso Rattes também rendeu homenagens aos maçons José Almeida, que é fundador da Maçonaria santarena, do grande oriente do Brasil. José Almeida é o primeiro maçom de Santarém e ainda continua fazendo parte da ordem, mas não participou da solenidade, fazendo-se representar. Carlos Menezes Moura de Carvalho foi homenageado por relevantes serviços prestados a maçonaria santarena. “Ele que é responsável pela inclusão digital de jovens em Santarém e de cursos profissionalizantes, patrocinados pela ordem, bem como está à frente da construção de um novo tempo para a maçonaria”, ressaltou.

Honrada com a homenagem

Para Ingrid Cristofolete (Preceptora), a homenagem da Câmara ao dia do maçom (que transcorre no próximo 20/08) e que foi antecipada para esta terça-feira, 18/08, é uma forma de incentivo a toda a filantropia em geral desenvolvida pela família maçônica, na cidade de Santarém, constituída de três lojas.

 

Tags: ,