Tadeu Cunha (DEM)

O segundo secretário da Mesa Executiva ao usar a tribuna da Casa, na sessão desta quarta-feira, 09/08, parabenizou o presidente em exercício da Câmara Júnior Tapajós (PR) pela realização da sessão de tribuna livre sobre a “Lúpus”, na última terça-feira (08/08). Ele enfatizou que o evento foi bastante produtivo pelas informações disponibilizadas e pelos encaminhamentos.

Presidente da Comissão de Saúde, Tadeu assegurou que será feita a tentativa junto ao Governo Municipal para que sejam contratados médicos especialistas para atender pelo município, uma vez que somente o Hospital Regional do Baixo Amazonas, de responsabilidade do Estado, disponibiliza o serviço.

O vice-líder do Governo na Casa anunciou ainda que está sendo programada a próxima etapa do projeto “Prefeitura nos Bairros”, que de acordo com ele, tem executado pelo menos duas ações por mês.

O democrata também não fugiu ao debate acerca da decisão judicial que suspendeu a Resolução 001/2017, que permitia a liberação de combustível aos vereadores para ações parlamentares. Tadeu salientou que o cidadão deve saber o quanto é difícil para os vereadores exercerem suas funções.

O vereador ressaltou que a Justiça está cumprindo o trabalho dela ao lançar esse questionamento. Enquanto o papel da Casa é fiscalizar, legislar. Além disso, observou que os vereadores se deslocam para comunidades, por isso necessitam do combustível.

Tadeu encerrou destacando uma fala da promotora Maria Raimunda Tavares, em que ela teria afirmado não haver problema com a Câmara, somente caso isolado de um vereador. Ele argumentou que existem os bons e os maus políticos, por isso não se pode generalizar.

Por Jefferson Santos – Jornalistas da ASCOM/CÂMARA