Sessão ordinária de 12 de Setembro de 2018.

Maria José Maia  (DEM)

Chamada de professora, ao ser convidada a ir à tribuna pelo presidente em exercício Emir Aguiar (PODEMOS), Maria José o agradeceu e destacou que tem muito orgulho da profissão, na qual atua desde 1981.

E foi durante o tempo de bancada que a parlamentar tratou de educação, como quase sempre quando tem a palavra em plenária. Primeiro, relatando que na última terça-feira (11/09), participou da entrega de duas salas de aula no Residencial Salvação por uma Organização Não Governamental.

A democrata lembrou que o conjunto habitacional foi implantado com 3.081 casas, sendo este também o número o de famílias, com isso, centenas de crianças tendo que se deslocar para escolas próximas. Ela destacou que para resolver a demanda, no primeiro ano, foi aproveitado um galpão que iniciou com 270 alunos, e hoje já são 409 crianças atendidas.

Mas, continuou, agora com a iniciativa da ONG “Experiência humanitária para a juventude”, que conta com mais de 100 jovens, o serviço educacional no residencial deve melhorar. De acordo com a vereadora, foram construídas mais duas salas de aula, uma secretaria e seis banheiros.

Ela agradeceu a Marciclei Caldas Nogueira, representante da ONG e parabenizou a professora Mara “pelo apoio que deu à construção das salas”.  E enfatizou ainda que “se esse país tivesse menos falas e mais ação, a coisa seria diferente”.

Depois, a presidente da Comissão de Educação falou também do XI Salão do Livro do Baixo Amazonas, que está sendo realizado desde o dia 06 de setembro/2018, no espaço Pérola do Tapajós, no Parque da Cidade. Ela citou que “depois de tanta confusão pela vinda ou não do Salão do Livro em Santarém”, o evento acontece com 150 expositores em 32 estandes, além de diversas atrações culturais durante esses dias até o dia 16 deste mês.

A vereadora aproveitou para convidar escolas e professores a participarem do evento, que valoriza escritores locais, realiza oficinas e palestras com temas muito importantes. “Oportunidade a todos que fazem parte da educação”.

Maria José ainda deu o serviço: o espaço fica aberto das 10h às 22h e amanhã às 19h30, será realizada uma palestra por um escritor renomado, dando enriquecimento cultural e literário ao salão.