Desrespeito ao consumidor em agência bancária gera multa, e vereador pede mais rigor nas fiscalizações

0

Respeito ao consumidor nas portas dos bancos em Santarém. Foi a cobrança feita pelo vereador JK do Povão
(PSDB), ao usar a palavra na tribuna da Câmara Municipal de Santarém, na tarde desta terça-feira (22). E o
parlamentar informou que já fez isso para o órgão fiscalizador, responsável por resguardar o direito do
consumidor, o Procon.

O tucano reivindicou mais efetividade do órgão que realize esse serviço de fiscalização. Ele relatou que foi
procurado por pessoas que ficaram muitas horas aguardando atendimento em agências bancárias. Ele acrescentou que já constatou idosos sentados e deitados no chão, à espera do atendimento em uma agência da Caixa Econômica Federal, levando-o a acionar o Procon. O parlamentar ficou sabendo que havia problema de internet e até caixas sem dinheiro.

Ainda de acordo com o peessedebista, o Procon, por meio de sua coordenação municipal, pronunciou-se
afirmando que a instituição bancária teria sido multada. JK do Povão lembrou, então, que há uma lei municipal,
de autoria do ex-vereador e atual coordenador do Fisco Municipal Valdir Matias Jr., a qual versa que o cliente só
pode ficar 30 minutos em espera. “Mas há quem fique mais tempo”, ressaltou JK, pedindo respeito ao cidadão.
Radares – O parlamentar retornou à tribuna, no tempo de bancada, e reforçou o pronunciamento do vereador
Enf.º Murilo Tolentino (PSC) sobre os radares eletrônicos, em que se pede uma consulta ampla acerca da
viabilidade dos equipamentos e do emprego dos recursos advindos das multas aplicadas a partir dos flagrantes
detectados.

Saúde – JK também voltou a afirmar que a OS Mais Saúde não tem a menor condição de continuar gerindo o
Hospital Municipal de Santarém, e endossou ainda mais o discurso do colega socialista cristão, que informou
sobre o problema da máquina de radioterapia do Hospital Regional do Baixo Amazonas. O tucano acrescentou
que o equipamento de cateterismo também estaria danificado, prejudicando o tratamento de quem precisa dos
serviços hospitalares da unidade, administrada pela OS Pró-Saúde.

Por Jefferson Santos – jornalista da Ascom da Câmara Municipal de Santarém

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade