Gaúcho sai em defesa do setor cultural do município: “Que promovam uma ação para garantir o sustento desses profissionais”

0

Rogélio Cebuliski (PSB)

O peessebista usou a tribuna, durante o tempo de bancada, no grande expediente da sessão desta quarta-feira (08/07), para chamar a atenção do Poder Executivo, em um tom que ele designou de “reflexão”, sobre a situação de profissionais, de artistas que atuam em Santarém, que estariam passando dificuldades, devido à pandemia do novo coronavírus, problema de saúde que já acometeu o secretário municipal de Cultura, Luís Alberto, o Pixica, acrescentou o vereador.

Gaúcho pontuou que tem acompanhado o panorama de todos os setores, dentre restaurantes, bares, lojas, os quais, reconheceu o parlamentar, estão também em aperreio. Mas, de acordo com ele, diferente desses segmentos, “o setor cultural não tem perspectiva nenhuma”.

O vereador ressaltou que todos os festivais foram cancelados, além dos eventos corriqueiros, da noite, em que músicos se apresentam não estão sendo realizados. “Será que não daria para criar um plano para ajudar esses artistas?”, indaga.

Cebuliski sugeriu que a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, financie shows pela web. “Pagar um bom cachê para os músicos”, complementou o parlamentar que apontou ainda que a SEMC estaria recebendo de orçamento R$ 10 milhões.

Ainda, segundo Gaúcho, neste ano somente o carnaval fora realizado. “Que promovam uma ação para garantir o sustento desses profissionais”, conclui.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade