Incompleto: vereador solicita a inclusão de Ong e sindicatos em Comitê de Crise; atual formação tem órgãos de governo e legislativo

0

Dr. Carlos Martins (PT)

Em sessão ordinária remota desta quarta-feira (27), o vereador Dr. Carlos Martins (PT) abordou sobre a situação da Covid-19 em Santarém, observando o decreto 294 da Prefeitura de Santarém, que dispõe sobre a composição do Comitê Gestor de Crise, solicitando a ampliação do colegiado com a inclusão de representantes da sociedade civil.

“A composição do Comitê de Crise deveria ser mais ampla, contando com a participação de representantes do Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras de Saúde de Santarém, Projeto Saúde e Alegria, que trabalha diretamente com os ribeirinhos e conhece de perto a realidade daquela região, Sindicato dos Médicos, Sindicato dos Enfermeiros, Sintesp e SindSaúde. O comitê precisa ser mais amplo, mais ágil. Precisamos estar cientes da situação de saúde do nosso município referente à pandemia. É necessário tornar esse comitê mais participativo e mais dinâmico e que tenha uma maior participação da população nas decisões”, destacou o parlamentar, que é médico e compõe a Comissão de Saúde da Câmara.

Confira como está composto atualmente o Comitê de Crise do município:

Prefeito e vice-prefeito; chefia de gabinete do prefeito; Secretaria Municipal de Saúde; Secretaria Municipal de Administração e Governo; Secretaria Municipal de Finanças; Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social; Secretaria Municipal de Educação; Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito; Secretaria Municipal de Cultura; Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca; Secretaria Municipal de Meio Ambiente; Procuradoria Geral do Município; Controladoria Geral do Município; Coordenadoria Municipal de Defesa Civil; representante da Câmara de Santarém; direção 9º Centro Regional de Saúde; representante do Centro Regional de Governo do Baixo Amazonas.

Por Keliane Tomé – Assessora de Imprensa do vereador Dr. Carlos Martins

 

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade