Navios de grande porte e velozes podem agravar fenômeno “terras caídas” em comunidades ribeirinhas; Capitania já foi acionada

0
O democrata usou a tribuna, durante o tempo de liderança da sessão desta terça-feira (28/07), para repercutir que acompanhou mais uma ação itinerante da Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, na comunidade Urucureá, no Distrito de Arapixuna, contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.
Segundo o parlamentar, a enfermidade tem acometido muito a população ribeirinha, e a Prefeitura tem feito seu papel de levar atendimento a quem está precisando, com consultas médicas, distribuição de medicamentos e a testagem para detecção do vírus.
O vereador parabenizou o prefeito Nélio Aguiar e a secretária municipal de Saúde Dayane Lima e os profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos pelos serviços, junto aos ribeirinhos, que para ele, precisam ser bem cuidados na base para que não procurem as unidades de saúde da zona urbana, lotando-as. Jandeilson ressaltou ainda que, na área urbana, há uma tentativa de retorno à normalidade, é preciso manter os cuidados de prevenção ao contágio.
A outra demanda do vereador foi uma reunião com lideranças do Quilombo do Arapemã, na manhã desta terça, para tratar da ameaça que as comunidades Piracãoera de Baixo, Piracãoera de Cima, São Siríaco, Fátima de Urucurituba e Arapemã sofrem com o fenômeno natural das terras caídas, que seria agravado pela passagem de grandes navios em alta velocidade; cerca de 10 embarcações desse tipo por dia. O democrata adiantou que procurou a Capitania dos Portos para buscar que providências sejam tomadas.
Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade