Para Erasmo, violência na Praia do Maracanã chama a atenção e requer cuidado: “reflete muito negativamente para o turismo”

0

O vereador Erasmo Maia (DEM), líder do governo na Câmara Municipal de Santarém, subiu à tribuna na sessão desta terça-feira (08) para falar da violência na praia do Maracanã, em que alguns episódios de agressão foram veiculados em redes sociais e aplicativos de mensagens. Segundo o parlamentar, esse tipo de situação tem sido recorrente e preocupante.

“O Maracanã costumeiramente é palco de violência, que reflete muito negativamente para o turismo de
Santarém”, enfatizou o democrata, acrescentando que há uma desconfiança de que comércios funcionem no espaço sem alvará e que festas estejam sendo realizadas sem autorização de órgãos competentes.

Erasmo conclamou os pares a se atentarem para o problema. “Para que a gente possa, em um curto espaço de tempo, reunir a Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública para analisar uma forma de fazer comércio ali”. O vereador observou ainda que uma obra de urbanização foi inaugurada há pouco tempo naquela praia, e que isso deve ser um atrativo, e não se tornar ponto de fatos lamentáveis como os que vêm sendo registrados.

“Quero aqui fazer um apelo para a gente mergulhar nesse debate. Mas também fazer ao Governo Municipal e à Segurança Pública do Governo do Estado”. O democrata sugere que sejam estabelecidas regras, “com plano muito mais organizado para que isso não mais aconteça”, acrescentou.

Planalto – Em outro tema, Erasmo relatou que esteve reunido com o prefeito Nélio Aguiar e moradores da
Comunidade Cipoal para discutirem obras e serviços ao povoado, localizado à margem da Rodovia BR 163.
Dentre as demandas, o parlamentar citou ações na educação, a construção de uma praça e o pedido para que o prefeito articule junto ao governador do Estado Helder Barbalho a implantação de uma escola polo de Ensino Médio, dada a crescente demanda de alunos naquela região de planalto.

Por Jefferson Santos – jornalista da Ascom da Câmara Municipal de Santarém

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade