Avanços nos tratamentos a pacientes renais são apresentados na Câmara Municipal de Santarém

0

Nesta terça-feira (10/09), a Câmara Municipal de Santarém reuniu com instituições de saúde para discutir e incentivar a Doação de Órgãos e Tecidos, sessão proposta pelo vereador Rogélio Cebuliski. Este mês é lembrado como ‘Setembro Verde’ em alusão a 27 de Setembro, Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos.

O atendimento a pacientes renais é feito primeiramente no Hospital Municipal, que recebe e acolhe pacientes em crise. O setor de Nefrologia do HMS dispõe de 10 máquinas de hemodiálise e capacidade para atender no máximo 60 pacientes, mas em 2018 foram 131 vindos de várias partes do oeste do Pará, segundo o Dr. Junio Aguiar, do Setor de Nefrologia do Hospital Municipal. Por conta do volume de pacientes o serviço está sempre operando em capacidade máxima.

Os pacientes renais são encaminhados para os serviços de Nefrologia disponíveis no SUS. O Hospital Regional oferece estrutura completa para tratamento de paciente renal crônico, com capacidade de atendimento para 200 pacientes na hemodiálise e mais 40 em atendimento domiciliar. A estrutura atende aos 20 municípios do oeste do Pará.

De acordo com o diretor do HRBA, Herbert Moresch, recentemente foi implantado o programa de transplantes, já foram realizados 50 procedimentos “ou seja, são 50 pacientes a menos que dependem de uma máquina de hemodiálise”, comemorou o diretor. Para ampliar a capacidade e atendimento da região existe um programa do Governo do Estado para expandir o serviço de Nefrologia.

Em Santarém já existe a Organização de Procura de Órgãos que tem como objetivo exercer atividades de identificação, manutenção e captação de potenciais doadores para fins de transplantes de órgãos e tecidos no âmbito de sua atuação. Também divulga a política de transplantes de modo a conscientizar progressivamente a comunidade sobre sua importância, e tem interação permanente com as áreas potenciais de doação e equipes de transplantes.

Para o coordenador da OPO em Santarém, Stephan Leite, há necessidade de desenvolver campanhas de orientação e incentivo à doação de órgãos. “Para essa missão são convidadas as secretarias de Saúde e de Educação que devem levar as informações às escolas, unidades de saúde, a informação é a maior aliada de quem precisa de um órgão”, enfatizou.

Também participou da sessão Tribuna Livre o Deputado Estadual Fábio Figueiras, presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Pará, que durante a estada em Santarém visitou o sistema de atendimento a pacientes renais. Durante a reunião na Câmara, o deputado comemorou a realização de transplantes no Hospital Regional de Santarém e se comprometeu em levar as demandas da região, como melhorais no setor de hemodiálise do Hospital Municipal.

Gaúcho classificou a sessão como positiva, primeiro pelo conhecimento divulgado, a importância de doar órgãos e incentivo à prática de hábitos saudáveis. “Esperamos no ano que vem estar comemorando mais avanços no atendimento a pacientes renais. As demandas levantadas serão apresentadas às instituições para garantir mais qualidade de vida à população de Santarém e demais municípios atendidos nos nossos centros de saúde”, concluiu o vereador.

DECOM – Departamento de Comunicação

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade