Câmara Municipal de Santarém comemora 195 anos com entrega de medalhas a personalidades

0

A comenda homenageia Osman Bentes de Sousa, que foi vereador por 12 anos.

Uma sessão especial na manhã desta quinta-feira (20) no Plenário Vereador Benedito Magalhães, marcou o aniversário de 195 anos da Câmara Municipal de Santarém, no oeste do Pará. Na ocasião, foi entregue a seis personalidades locais a medalha do Mérito Legislativo Municipal ‘Osman Bentes de Sousa’, maior comenda outorgada pela Casa.

A medalha do Mérito Legislativo Municipal ‘Osman Bentes de Sousa’ foi criada a partir do Decreto Legislativo nº 001/82, de 12 de maio de 1982 e tem por objetivo homenagear a memória do ex-vereador Osman Bentes, que por muitos anos exerceu esta função, com desprendimento e verdadeira dedicação aos interesses do povo santareno e sua terra.

Presidente Sílvio Neto.

A medalha é conferida as pessoas que, por seus méritos, tenham prestado relevantes serviços à Câmara Municipal ou ao Município de Santarém. “A casa comemora seus 195 anos, e hoje será homenageado seis grandes personalidades do nosso Município com medalha ‘Vereador Osman Bentes de Sousa’, maior comenda outorgada pela Câmara Municipal de Santarém. São pessoas que contribuem com o Município de Santarém com uma história de trabalho em prol da Comunidade. Para todos os vereadores é uma alegria muito grande poder reconhecer todas essas pessoas neste dia tão importante para nosso Poder Legislativo “, ressaltou o presidente da casa Silvio Neto (União Brasil).

O evento contou com a presença de autoridades de diferentes campos do Município. Durante a programação foram exibido vídeos institucionais que mostraram o amor e o respeito dos parlamentares pela casa de Leis de Santarém.

Homenageados – A exemplo de anos anteriores, os homenageados de 2024 representam diversos segmentos da sociedade:

Herbert Farias (C) e ver. Erlon Rocha e Ronan Liberal.

Herbert Farias – Há 60 anos aprendeu o oficio de servir com respeito, alegria e amizade em um dos pontos mais frequentados do nosso município: a garapeira Ypiranga. Mas foi há 37 anos que assumiu, junto com a esposa Ninita, a responsabilidade de conduzir o empreendimento. Aos 81 anos de idade, “Cacheado”, como é conhecido o empresário, recebeu em seu estabelecimento visitas ilustres de prefeitos, governadores e do então candidato à presidência da República Fernando Henrique Cardoso. “Eu agradeço a Deus e aos vereadores por acharem que eu tinha competência para receber essa grande honra, com certeza essa medalha foi por merecimento”, disse Cacheado.

Sinval Ferreira (C)  e ver. Carlos Martins e Erasmo Maia.

Sinval Ferreira de Azevedo Iniciou a trajetória no rádio em agosto de 1966, na antiga Rádio Clube, como repórter esportivo e logo depois passou a ser apresentador de programas. Em julho de 1976 ingressou na Rádio Rural, onde permanece até hoje, acompanhando de perto a migração da emissora de AM para FM 91.1. Hoje comanda o programa “Manhã 91”. “O sentimento que expresso neste dia é de completa alegria e gratidão por ser reconhecido pelo Poder Legislativo que representa muito bem o nosso povo. Agradeço a todos que de certa forma construíram para hoje eu chegar onde estou, em especial neste reconhecimento que recebo”, expressou o radialista.

 

Bernardo Santana (C) e ver. Carlos Silva e Didi Feleol.

João Bernardo Mota Santana – Licenciado em Estudos Sociais e história na turma pioneira da UFPA em Santarém, cursou HB em Administração na UFPE, bacharelado em Direito pela FIT, e graduação na UNAMA em gestão escolar. Foi diretor no Colégio Rodrigues dos Santos por duas décadas, e professor nos colégios Dom Amando, Santa Clara, Álvaro Adolfo, Seminário São Pio X e Onésima Pereira de Barros, além de trabalhar na educação de jovens e adultos do SESI. “Me sinto gratificado e, ao mesmo tempo, honrado por essa homenagem, após tantos da minha contribuição e colaboração para a educação santarena. Agradeço o apoio de meus familiares e amigos”, destacou o professor Bernardo Santana.

José Colares (C) e ver. Erlon Rocha e Ronan Liberal.

 

José Boaventura Vieira Colares Servidor da Câmara desde 1992, exatos 32 anos, é formado em Comunicação Social, Redação Legislativa e técnico legislativo pela Assembleia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA). Também foi articulista de vários jornais de Santarém, como Jornal de Santarém, Gazeta, O Tapajós e, há mais de 20 anos, é titular da coluna “Clube da Bola”, do Jornal O Impacto; blogueiro e criador de conteúdo digital do portal Colares. Foi o primeiro coordenador de futsal em Santarém e Itaituba. “É uma emoção muito grande e única, após 32 anos de trabalho e dedicação para a casa de leis, fui agraciada pelos vereadores desta legislatura com essa grande honra. Agradeço ao presidente Silvio Neto e todos os vereadores”, disse o servidor homenageado.

Juiz Gabriel Veloso e a vereadora Alba Leal.

Gabriel Veloso de Araújo Formado em Direito pela Faculdade de Ciências Jurídicas da Universidade do Oeste Paulista, foi aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil perante a Seccional do Estado de São Paulo, se inscrevendo nos quadros da OAB no ano de 1998. Em 2006 foi aprovado no concurso para juiz substituto do estado do Pará, sendo empossado no dia 05 de julho de 2006, sendo designado para responder pela então 5ª Vara Cível e pelo Juizado Especial da Ulbra na Comarca de Santarém. Atualmente, o juiz Gabriel Veloso é o itular da 3ª Vara Criminal de Santarém, de Diretor do Fórum da Comarca de Santarém. “Estou muito feliz e agradeço a todos os vereadores de Santarém, estou buscando sempre fazer o melhor possível e toda equipe do Fórum da Comarca de Santarém. Esta homenagem eu divido com todos, pois o fruto do trabalho reconhecido vem de todos que se esforçaram pela Comarca de Santarém”, concluiu magistrado.

Maria Lídia Aires de Mendonça Compositora, intérprete, projetista, copista, designer e produtora cultural, Maria Lídia é natural de Santarém/PA.  Estudou piano clássico e é autodidata no violão popular. Comendadora agraciada com a Medalha “Felipe Bettendorf”, também é membro da Academia de Letras e Artes de Santarém – ALAS. Muitas de suas composições foram gravadas por expressivos intérpretes paraenses, como Adilson Alcântara, Lucinha Bastos e Fafá de Belém. Suas músicas também foram registradas e divulgadas no Japão, por Valéria Oliveira, na França, por Olivar Barreto e em outros países. Além de produzir e dirigir eventos e gravações audiovisuais, Maria Lídia faz arranjos e transcrições musicais, se apresenta em teatros, clubes, bares e praças de várias cidades brasileiras e no exterior.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade