Carlos Martins cobra maior compromisso do governo na saúde

0

Na sessão de segunda-feira (22/03), o vereador Carlos Martins (PT) fez o pronunciamento sobre o financiamento da saúde em Santarém. O petista solicitou mais parceria com o Governo do Estado para trazer outros recursos e tentar resolver a situação caótica causada pela má gestão da OS Mais Saúde no Hospital Municipal de Santarém e na UPA 24h.

“Foi tomada uma decisão de terceirizar o Hospital Municipal, e essa terceirização tem custado muito caro para o nosso município, porque o HMS passou a depender de uma empresa que hoje recebe mais de 5 milhões, e nós não vemos os resultados que eram esperados. Quando foi decidido pela terceirização se justificava que era para melhorar a gestão do hospital e resolver os problemas de atendimento, e nós estamos vendo que isso só fez sobrecarregar o município, que hoje precisa utilizar recursos próprios para manter o hospital, uma vez que o recurso do SUS não está mais sendo suficiente”, exclamou o vereador.

Carlos Martins continuou: “nós já estamos atingindo cerca de 25% dos recursos quando eram para ser 15%, e mesmo assim não está dando o resultado que deveria. Por quê?  Porque não está havendo uma parceria para buscar financiamento com o Governo do Estado, por exemplo, e isso é impressionante, porque o discurso da parceria foi o discurso da campanha, foi o discurso de que haveria sim um apoio técnico e financeiro do Governo do Estado aqui no município para a melhoria da situação da saúde, por exemplo”, explicou Carlos.

O parlamentar ainda complementou que, “em Belém, onde o prefeito é do PSOL, a cooperação está funcionando muito mais, lá o Edmilson já vai vacinar pessoas com 60 anos ou mais, ele tem um auxílio emergencial em que 50% do recurso vem do Governo do Estado, e nós não estamos vendo isso aqui em Santarém. Por isso, o que eu quero saber é de onde vem essa parceria com nosso município e para onde ela vai? O governador do estado está se mostrando parceiro de Belém, e nós queremos aqui esta mesma parceria, na prática, e uma forma prática é liberando recurso dentro da saúde no município de Santarém, para que a gente possa fiscalizar as empresas que estão aqui. O IPG já mostrou o que era, está devendo os fornecedores, quebrou no Brasil inteiro e não fez o que deveria ter feito, e essa empresa que está atualmente pode fazer a mesma coisa, infelizmente. E ainda acrescento, ela não é a gestora do SUS; ela é uma prestadora de serviço, ela tem que seguir a orientação do gestor público da saúde”.

O vereador finalizou pedindo maior compromisso por parte do governo, para que de fato se resolva o problema da saúde em Santarém.

“Precisamos de maior compromisso, mais parceria, para que possamos realmente melhorar a saúde de Santarém, ter mais recursos e colocar pessoas que tenham capacidade de gestão e façam de fato uma gestão na saúde, porque afinal é só isso que queremos, uma boa gestão na saúde que dê resultados para a população que tanto precisa”, finalizou.

 Por Keliane Tomé – Assessora de Imprensa do vereador Carlos Martins

 

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade