Comissão de vereadores deve ser formada para averiguar situação de famílias atingidas por cheia; nível do Tapajós preocupa

0

Com a medição próxima ao registro de 2009, uma das maiores enchentes na região, Erasmo Maia defende planejamento de ações contra a cheia.

O vereador Erasmo Maia (DEM), líder do Governo na Câmara Municipal de Santarém, usou o tempo das lideranças, na sessão remota desta segunda-feira (05), para manifestar preocupação com a subida das águas do rio Tapajós. O parlamentar defende um planejamento de ações de combate à enchente, uma vez que o nível atual já se aproxima do que foi registrado em 2009, quando a região enfrentou uma das maiores cheias.

O democrata ressaltou que municípios da região já enfrentam problemas na frente da cidade por conta da subida dos rios. “Embora tenhamos uma orla mais estruturada que Alenquer, onde a água já invadiu a rua da frente, creio que será necessário aumentar o número de bombas de sucção para evitar que a enchente chegue ao Centro Comercial, agravando a crise na economia, já abalada pela pandemia da Covid-19″, ressalta.

O parlamentar também manifestou preocupação com as comunidades ribeirinhas, e defendeu que seja formada uma comissão de vereadores para verificar in loco a situação das famílias mais atingidas pela cheia. Erasmo entende que assim será possível verificar se já existe a necessidade de declarar situação de emergência no município para ajudar as comunidades mais afetadas, inclusive com madeira.

Por fim, o vereador propôs participação da Capitania Fluvial de Santarém para reforçar a orientação aos comandantes de grandes embarcações para os cuidados necessários ao navegarem próximo de residências, que podem ser danificadas ou até destruídas com o grande movimento nas águas, causado por navios, balsas e barcos de grande porte.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade