Durante sessão, Carlos Martins destaca situação do Hospital Municipal de Santarém

0

Durante sessão na segunda-feira (30), o Vereador Carlos Martins lembrou da terceirização da saúde em Santarém e destacou a situação do Hospital Municipal, que continua enfrentando problemas no atendimento à população.

“O município fez a opção por um modelo de gestão que inclui a terceirização do HMS. Esse é um modelo em que as contas não fecham. A saúde em Santarém está quebrada, não tem recurso, nem para a atenção básica. Nós deveríamos gastar 15% de recursos próprios na saúde e já estão sendo gastos quase 30%. O município repassa 5 milhões para a OS sem ter condições, eu não entendo como o município faz um contrato de 5 milhões com uma Organização Social se recebe somente 3 milhões do SUS? É obvio que isso não daria certo, que esse modelo de gestão quebraria a saúde. Ninguém constrói mais unidades, nem amplia a oferta de serviços e quando vemos o contrato com a OS observamos que não tem fiscalização, não tem acompanhamento adequado”, explicou Carlos Martins.

“A situação dentro do HMS é muito grave. Não temos como manter esse modelo do jeito que está, com custo altíssimo e com péssimo resultado. Porque o gestor vendeu pra sociedade que, com a terceirização, haveria mais eficiência administrativa, que tudo ocorreria às mil maravilhas, mas infelizmente não é isso que estamos vendo”, detalhou Carlos.

Por Keliane Tomé – Assessora de Imprensa do vereador Dr. Carlos Martins

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade