Escola do Legislativo certifica alunos do Curso Básico de LIBRAS

0

15 alunos foram certificados.

A Escola do Legislativo Vereador Professor Raimundo Navarro dos Santos, da Câmara Municipal de Santarém, entregou nesta terça-feira (20) certificados para os 15 alunos que participaram do primeiro curso básico de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). As aulas iniciaram no dia 15 de setembro, em parceria técnica com o Núcleo de Direitos da Pessoa com Deficiência (NDPD), da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (SEMTRAS).

A professora e intérprete Simone Valente afirmou que esse curso foi fundamental para a promoção da inclusão social. “A inclusão da acessibilidade para o surdo é a comunicação, a comunicação visual que, no caso, é a Libras, que se trata de uma língua espaço visual, ou seja, você faz ela em um determinado espaço, na frente do corpo e o surdo visualiza”

Ronan Liberal.

Para o presidente do Poder Legislativo Ronan Liberal Jr., a semente foi plantada. “Nessa gestão nós tivemos alguns avanços, como na questão da acessibilidade, garantindo que todas as pessoas possam ter acesso ao Legislativo, que não pode ser só de alguns e sim de todos”, enfatizou Liberal.

Andreo Rasera

Andreo Rasera (MDB), primeiro vereador com deficiência visual do município de Santarém, disse que não sente pena das pessoas que nasceram ou perderam algum dos seus sentidos ao longo do tempo. O parlamentar pede respeito. Além disso, ele se comprometeu em seguir lutando por essa causa. “Espero poder fazer essa interlocução entre os Poderes, buscando mais acessibilidade. Essa Casa está de parabéns pela acessibilidade”, afirmou.

Ednairo Barbalho.

Ednairo Barbalho, diretor da Escola do Legislativo Vereador Professor Raimundo Navarro dos Santos expressa a sua alegria pela conclusão do curso que oportuniza o aprendizado de uma nova língua. “Hoje tivemos a entrega dos certificados, e fica o sentimento de gratidão. A ideia do curso é capacitar os servidores para que eles possam, ao saber se comunicar por meio dos sinais, possibilitarem às pessoas com deficiência auditiva de quando chegarem na Câmara serem bem atendidas”, ressaltou Barbalho, que manifestou também a expectativa de dar continuidade nos níveis intermediário e avançado.

Por João Vítor Lima – Assessor da ASCOM/CMS

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade