Executivo Municipal atrasa prestação de contas da obra do Materno Infantil, e vereador cobra explicação

0

O peessedebista JK do Povão foi à tribuna, durante o tempo de liderança, na sessão desta quarta-feira (29/9), para, de acordo com ele, corrigir uma falha que estaria ocorrendo na Casa a respeito do Hospital Materno Infantil, que seria a quem dirigir as cobranças para a conclusão da unidade de saúde.

Segundo o vereador, após uma reunião, na última quinta-feira (23), teria ficado claro que o Município, por ter atrasado a prestação de contas da obra, seria o responsável por esse atraso na entrega do HMI. Essa informação foi repassada pelo secretário regional de governo Henderson Pinto, durante o encontro, realizado na Câmara, que contou ainda com os vereadores Alba Leal (MDB), Murilo Tolentino (PSC) e Ronan Liberal Jr. (MDB).

O tucano ressaltou a importância da conclusão do hospital, e lembrou que, em 2019, o governador do Estado Helder Barbalho assinou uma ordem de serviço para que a obra ficasse pronta em 2020. Nesse sentido, JK lançou o questionamento ao Executivo Municipal sobre o atraso na prestação de contas.

Ainda acerca de saúde, o vereador do PSDB informou que marcou uma reunião com o deputado estadual José Maria Tapajós (PL), o qual, emendou JK, tem ajudado bastante Santarém. Ele citou uma emenda de R$ 300 mil de Tapajós para a compra de utensílios para o Hospital Municipal, o que, segundo o vereador, ainda não teria sido feito pela administração da unidade. JK do Povão acrescentou que pedirá ao deputado que consiga a compra de um aparelho de endoscopia para o HMS. A falta do equipamento, inseriu o parlamentar, tem feito pacientes com problemas no sistema digestivo aguardarem cerca de 10 dias para a realização de procedimentos.

Por Jefferson Santos – jornalista da Ascom/Câmara

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade