Fiscalização no serviço clandestino divide opinião entre vereadores

0

O vereador Enfermeiro Murilo Tolentino (PSC) elogiou, nesta segunda-feira (8), durante a sessão remota da Câmara Municipal de Santarém, a ação da Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT) de fiscalização intensificada para o cumprimento das medidas sanitárias para conter a Covid-19 no município.

O parlamentar ressaltou que o trabalho tem conseguido também retirar de circulação veículos que fazem o serviço clandestino de passageiros, principalmente, motocicletas. “Trata-se de respeito aos trabalhadores legalizados que pagam para explorar o serviço, mas enfrentam a concorrência desleal de quem atua na clandestinidade”, salientou.

O vereador JK do Povão (PSDB), por outro lado, repudiou o trabalho da SMT nesse tempo de pandemia, “quando muitos pais de família precisam ter fonte de renda para garantir o sustento dos filhos. Os agentes deveriam apenas orientar e fazer o passageiro descer da moto. E não gerar mais despesa para quem já está encontrando dificuldade até para levar comida para casa durante o lockdown”, argumentou.

O líder do Governo na Câmara vereador Erasmo Maia, por sua vez, explicou que a SMT está cumprindo seu papel. “O Executivo tem essa função de fiscalizar e a omissão da SMT poderia resultar em crime de prevaricação”, destacou.

Gerlande Castro (PSB) defendeu o aumento nas concessões do serviço para tirar muitos mototaxistas da clandestinidade.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade