Peixe da região é de boa qualidade, diz Jandeilson sobre polêmica da “doença da urina preta”; pescadores e vendedores se mobilizam para defender mercado local

0

No primeiro momento, o parlamentar repetiu o assunto que tratou na segunda-feira desta semana: a problemática criada em torno das informações acerca da doença da urina preta. Durante a sessão ordinária desta quarta-feira (15/9), Jandeilson Pereira (DEM) voltou a lamentar pela situação em que ficaram os pescadores por não conseguirem comercializar a produção.

Mas, como resposta dos próprios trabalhadores, o vereador citou que, juntamente com pares, esteve com alguns pescadores e vendedores da Feira do Pescado, onde foi realizada uma piracaia (peixes assados) sendo servidas diversas espécies. “Estamos tentando mostrar para a sociedade que o nosso pescado é de boa qualidade. Ninguém até hoje apareceu suspeito dessa doença”, ressaltou o democrata, que anunciou que nesta quinta-feira, 16, deve ser realizada outra.

O vereador inseriu ainda que acompanhou o pronunciamento de deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), em que os parlamentares suscitaram o debate que aponta para as incertezas sobre a doença; que possa se tratar de vírus, exemplificou Jandeilson, destacando que as feiras onde são comercializados os peixes em Santarém são lugares limpos e adequados. Ele finalizou parabenizando o prefeito Nélio Aguiar por proibir a entrada de peixes vindos do Estado do Amazonas, e agradeceu aos pares por terem atendido ao convite.

Sobre o segundo assunto, o vereador do Democratas disse que foi procurado por professores que relataram sobre o problema na fila de espera para a perícia junto ao INSS, questão que se estende, segundo o parlamentar, a outras categorias profissionais como os pescadores.

Jandeilson observou que a demora é prejudicial aos trabalhadores e que, de acordo com ele, há casos em que a pessoa morre sem que chega ao dia da perícia. O democrata citou que entrou em contato com a gerência regional da agência do órgão, a qual teria lhe respondido que já solicitou mais servidores, incluindo médicos peritos.

Nesse contexto, o vereador voltou a criticar quem participou das manifestações do “7 de setembro”, que não teriam protestado contra o governo federal sobre as problemáticas que assolam o país: desemprego, fome, falta de atendimento no INSS, entre outros.

Por Jefferson Santos – jornalista da Ascom/Câmara

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade