Vereador enaltece trabalho social das igrejas em meio à pandemia, e lamenta limitação imposta por decreto

0

O parlamentar enfatizou os trabalhos sociais realizados por todas as igrejas, intensificados pelo cenário que vivemos devido à pandemia. “A igreja tem sido uma aliada no enfrentamento à Covid-19”.

Pr. Angelo Tapajós (Republicanos)

Na sessão remota desta terça-feira (26/01), o vereador Pr. Angelo Tapajós (Republicanos) usou seu tempo para trazer em pauta o art. 27 do novo Decreto Municipal 296/2021 no que se refere à lotação máxima de 10 (dez) pessoas nas realizações de cultos, missas e outros eventos religiosos presenciais. Em sua declaração, o vereador relatou que esteve em reunião com líderes religiosos para saber sobre as diferentes opiniões sobre o assunto.

O parlamentar enfatizou os trabalhos sociais realizados por todas as igrejas, intensificados pelo cenário que vivemos devido à pandemia. “A igreja tem sido uma aliada no enfrentamento à Covid-19”.

O republicano salientou que as igrejas realizam excelentes trabalhos sociais tais como doações de cestas básicas, atendimentos jurídicos, aferição de pressão, lanches, sopas, brinquedos, doação de kits de higiene pessoal. De acordo com o parlamentar, as instituições religiosas, em 2020, ofertaram vários serviços à população do município.

Pr. Angelo frisou ainda que tem sido difícil a adequação ao decreto. “Essas pessoas têm chegado desesperadas, ansiosas e têm retornado as suas residências sem a devida assistência, para o cumprimento do novo decreto”, conclui.

Por Cilene Oliveira – Assessora de Imprensa do vereador Pr. Angelo Tapajós

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade