Vereadora Enfª Alba Leal ressalta indignação a crimes praticados contra mulheres

0

Durante seu discurso na tribuna da Câmara Municipal de Santarém na tarde desta quarta-feira (09), a Vereadora Enfª Alba Leal (MDB), falou da indignação em ver tantos crimes bárbaros sendo praticados contra a vida de mulheres, muita das vezes por pessoas próximas ou pelos próprios companheiros.

“Esse é um assunto muito importante e triste que vem acontecendo com as nossas mulheres do Brasil e principalmente do município de Santarém, crimes bárbaros onde suas vidas são tiradas de forma cruel. Neste ano de 2023 ao menos três crimes foram registrados, um no bairro Ipanema, outro em Curuaí onde a moça de 17 anos teve a vida tirada pelo companheiro e o ultimo esta semana no bairro Santarenzinho, onde a jovem sofreu diversas facadas desferidas pelo ex-companheiro. Fora crimes em outros estados que também nos chocam como o ocorrido em Manaus, que a jovem grávida teve a vida tirada e o autor do crime foi preso em Curuá, então são situações como está que nos deixam com sentimento de revolta e nos motivam a buscar alternativas para ajudar mulheres para que não venham a serem as próximas vítimas”, ressaltou a parlamentar.

Para debater sobre apoio a vítimas, violência doméstica e outros assuntos relacionados a proteção da mulher, nesta quinta-feira será realizado na Câmara Municipal de Santarém a partir das 9h, uma audiência Pública para tratar sobre 17º aniversário da Lei Maria da Penha, (lei n° 11.340, de 7 de Agosto de 2006), uma legislação histórica que desempenhou um papel significativo na proteção das mulheres contra a violência doméstica no Brasil.

“Eu gostaria de convidar os parlamentares, todas as mulheres, para essa audiência pública que vai tratar sobre a violência contra mulher, a gente precisa estar discutindo nós precisamos realmente proteger a nossa mulher, precisamos falar de melhorias, abordar lacunas existentes, explorar novos caminhos para melhorar o apoio às vítimas e sobreviventes de violência doméstica”, finalizou.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade