Câmara de Vereadores aprova projeto de lei do vereador Carlos Martins que declara como utilidade pública o Conselho Indígena Tapajós e Arapiuns 

0
A Câmara de Vereadores de Santarém aprovou nesta quarta-feira (01), Projeto de Lei de autoria do vereador Carlos Martins que declara Utilidade Pública Municipal ao Conselho Indígena Tapajós e Arapiuns, fundado em 23 de maio de 2000.
“Considero muito importante conseguirmos discutir e aprovar um projeto de utilidade pública para o CITA. O Conselho tem mais de 20 anos de existência no nosso munícipio e ainda não tinha esse título , portanto, reconhecermos o trabalho feito pelo CITA todos esses anos é um grande avanço, porque é um trabalho de inclusão, reconhecimento e valorização das etnias indígenas que temos aqui no município, e que durante muitos anos não eram reconhecidas, era como se não tivéssemos mais nenhuma etnia aqui. Durante todos esses anos isso foi se modificando e hoje temos a possibilidade de trazer esse projeto e ele ser aprovado no poder legislativo”, explicou Carlos Martins.
O Conselho Indígena Tapajós e Arapiuns -CITA é uma organização indígena sem fins lucrativos e com caráter exclusivamente beneficente, assistencial, educacional e cultural. O Conselho tem por objetivo a promoção e defesa do bem-estar social, político, econômico, cultural, ambiental, e dos direitos humanos dos povos indígenas da Região do Baixo Tapajós. É uma entidade representativa das etnias Borari, Munduruku, Tupinambá, Tapuia, Arapium, Cumaruara, Tapajó, Maytapu, Arara Vermelha, Apiaka, Cara Preta, Tupayu Jarak dos municípios de Santarém, Belterra e Aveiro.
A entidade, desde a sua fundação Iuta em defesa do território e da cultura dos povos indígenas.
“A importância de tornar o CITA utilidade pública é que agora a organização vai poder captar mais recursos de convênios junto ao poder público e entidades privadas,  facilitando a vinda de mais projetos para suas comunidades, além de capacitação, qualificação, melhoria da renda e qualidade de vida da população”, finalizou Carlos Martins.
Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade